Home Jornal da Capital É Notícia Estudante de Porto Alegre disputa vaga para representar o Brasil na Olimpíada...

Estudante de Porto Alegre disputa vaga para representar o Brasil na Olimpíada Internacional de Astronomia

251
0
Crédito: Leandro Duarte/Marista Rosário

Um estudante do 1º ano do Ensino Médio, do Colégio Marista Rosário, de Porto Alegre, está disputando vaga na equipe que irá representar o Brasil na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA). Até a próxima sexta-feira (14/4), Gustavo Farina, de 15 anos, realiza treinamento especial em Barra do Piraí, no Rio de Janeiro, de onde sairão os nomes dos representantes brasileiros.

Para participar da série de treinos, o jovem teve que classificar-se entre os 40 melhores na olimpíada nacional, que contou com cerca 800 mil estudantes de escolas públicas e privadas do País inteiro. Ele é o único representante de Porto Alegre e um dos dois estudantes gaúchos que disputam a vaga no mundial.

A equipe nacional será formada por 10 estudantes, que serão divididos em dois grupos. Enquanto um grupo estará focado no Mundial, que ocorrerá em agosto, na Polônia, o outro se dedicará à Olimpíada Latino Americana (OLAA), realizada no Panamá.

Sonhando com a vaga, Gustavo mantém os pés no chão e já reconhece os benefícios da experiência. “Sei que vou concorrer com estudantes do 2º e do 3º ano, que já estudaram conteúdos mais avançados. Mas já fico muito feliz por ter ficado entre os 40 melhores do País. Só em pensar em tudo o que aprendi estudando para as provas e, principalmente, o que ainda vou aprender treinando para disputas internacionais, com certeza, terá valido muito”, destacou Farina.

O professor de Física do Ensino Médio do Marista Rosário, Estevão Luciano Quevedo, destacou a importância que a participação em competições científicas tem para a formação pedagógica dos estudantes: “Além da distinção concedida, é preciso reconhecer o impacto positivo que a Olimpíada provoca ao significar a aprendizagem e o interesse pela prática científica com uma avaliação teórico-prática dos fenômenos físicos e astronômicos.”

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e os treinamentos para as competições internacionais são realizados em parceria entre a Sociedade Astronômica Brasileira, a Agência Espacial Brasileira e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. De acordo com os organizadores, têm como objetivo fomentar o interesse dos jovens pela Astronomia, Astronáutica e ciências afins, além de promover a difusão de conhecimentos básicos de forma lúdica e cooperativa.

Os treinamentos realizados na semana, de 9 a 14/4, contemplam aulas, palestras, resolução de exercícios e práticas diversas, envolvendo manuseio de equipamentos científicos, observação de objetos celestes e até mesmo construção e lançamento de foguetes. Ao final, os participantes serão avaliados em provas teóricas e práticas, utilizadas para a escolha da equipe brasileira.

Informações sobre a Olimpíada Brasileira de Astronomia podem ser conferidas em: http://www.oba.org.br/site/
As informações detalhadas sobre o treinamento com o grupo selecionado podem ser conferidas em documento disponível neste link.
Sobre a Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica: https://ioaa2023.pl/.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here